SimpleFX

Tag de arquivos: Bancos

bitcoin-3d

Nas palavras do CEO da empresa de investimentos em bitcoin, a Pantera Capital, Dan Morehead, as tecnologias disruptivas geralmente ganham o título de “matadores de categoria”, mas no caso do bitcoin é um “serial killer”. De acordo com Morehead, isso ocorre porque ele interromperá “dezenas” de setores, com a criptomoeda já tendo demonstrado a capacidade de transformar potencialmente as tabelas em alguns subsetores do setor financeiro. Ótimo para reserva de valor “É um movimento monetário internacional… o Bitcoin é ótimo armazenar seu patrimônio, especialmente se você mora em um país com desvalorização cambial ou de capital …” Morehead disse em uma entrevista à Bloomberg. What's next for #crypto? Here's a recap of @dan_pantera's interview with BNN Bloomberg earlier this week.https://t.co/WSwCCGIfaq — Pantera Capital (@PanteraCapital) November 15, 2018 De acordo com a Morehead, os melhores dias do bitcoin chegarão logo, pois será possível usá-lo para fazer transações cotidianas, como compras de…

Leia mais

Segundo informações da Reuters, o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) abriu na terça-feira (18) um inquérito contra instituições financeiras do país. A suspeira é por supostamente abuso do poder de mercado para prejudicar a atuação de exchanges. A investigação é um pedido da Associação Brasileira de Criptomoedas e Blockchain (ABCB). Ela deve apurar a atuação de Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco, Santander Brasil, Banco Inter e Sicredi em relação às corretoras. O caso promete deve criar um embate sobre os limites de concorrência de atuação. Segundo a superintendência do Cade os bancos podem estar “impondo restrições ou mesmo proibindo o acesso de corretoras de criptomoedas ao sistema financeiro, o que, de fato, pode trazer prejuízos às corretoras”, diz trecho da nota técnica. Os bancos já enfrentam no Judiciário questionamentos das corretoras pelo encerramento de contas. As exchanges alegam que os bancos prejudicam a ordem econômica ao encerrarem contas sem explicação. Por…

Leia mais

A Samsung revelou sua plataforma baseada em blockchain, BankSign, para permitir que as pessoas façam transações em diferentes bancos com mais facilidade. A ideia já foi adotada pela Federação Coreana de Bancos KFB, como uma forma de permitir que bancos internos de varejo reforçassem seus sistemas de serviõs bancários móveis e online. Sob o braço de TI Samsung SDS Co, a plataforma permite que os clientes façam transações em diferentes bancos usando celulares. É necessário apenas uma certificação de banco. Como a blockchain minimiza as vulnerabilidades de alterações e falsificações, as certificações podem ser feitas no BankSign por impressões digitais, senhas e padrões, por exemplo. A rede de compartilhamento de dados e a conectividade da plataforma com os sistemas dos bancos garantem a segurança, observou a Samsung SDS em seu comunicado. Além disso, a certificação pode ser válida até três anos por meio da rede de compartilhamento. A Samsung criou uma…

Leia mais

O Irã se prepara para lançar sua própria criptomoeda estatal. A ideia é que isso ajude o país a contornar as sanções econômicoas impostas pelos Estados Unidos. O ativo funcionará tanto como moeda doméstica quanto para o comércio internacional, segundo informações do canal do governo Press TV. De acordo com a CCN, o anúncio do início do projeto foi feito esta semana por Alireza Daliri, vice-diretora de assuntos de administração e investimentos da Diretoria de Assuntos Científicos e Tecnológicos do Escritório Presidencial do Irã. Daliri revelou que a proposta está sendo desenvolvida em cooperação com o Banco Central do Irã (CBI). O esforço é para desenvolver a criptomoeda fundamentalmente atrelada à moeda nacional do Irã, o rial, na forma de um token digital. Ela também será usada para efetuar transações financeiras entre bancos nacionais, ao mesmo tempo em que poderá efetuar operações internacionais, sem qualquer dependência do sistema financeiro global liderado pelo…

Leia mais

4/9